Como Dar Uma Virada No Seu Casamento - Para Muito Melho

18 May 2019 02:47
Tags

Back to list of posts

<h1>A Luta Do Bem Contra O Mal O Dia</h1>

<p>Poema do riso da morte! Fluindo no riso n&atilde;o entendo se rio ou se choro! Hilaridade fatal, em t&atilde;o alto grau a exist&ecirc;ncia quanto a morte &eacute; um evento natural. Morrer de em tal grau rir, como Crisipo de S&oacute;lis! Por um poder imortal , todas as coisas , perto ou longe , ocultamente est&atilde;o ligadas entre si.</p>

<p>E t&atilde;o ligadas est&atilde;o , Dez Sinais Incontest&aacute;veis De Que Ele Nunca Ir&aacute; Se Casar Contigo n&atilde;o se poder&aacute; tocar uma flor sem incomodar as estrelas. “Se organizaram em coletivos? N&atilde;o esperem mais. Ocupem as terras! Organizem-se de modo que n&atilde;o haja chefes nem parasitas entre voc&ecirc;s. Se n&atilde;o o fizerem, &eacute; in&uacute;til que continuemos avan&ccedil;ando. Necessitamos elaborar um universo novo, desigual do que estamos destruindo.</p>

<p>Observo a mudan&ccedil;a de Era. Encontro-me num degrau probat&oacute;rio. Adianta identificar os desequil&iacute;brios de imediato naturalizados pela na&ccedil;&atilde;o e presumir que somos menores excessivo para transformar verdadeiramente o universo circundante? Tomar consci&ecirc;ncia do desdobramento s&oacute;cio-hist&oacute;rico significa se apropriar da cultura(linguagem), fornecer sentidos/solu&ccedil;&otilde;es, agir livremente com independ&ecirc;ncia respons&aacute;vel e ademais, perceber como a popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; programada para adequar o sujeito. A indispensabilidade imanente envolve a constru&ccedil;&atilde;o da singularidade, da descoberta e elabora&ccedil;&atilde;o de pap&eacute;is inerentes, da atividade criativa e o mais primordial, vir a ultrapassar o sistema que fragmenta o Ser, em procura da loucura que liberta a mente. Somos Um, um corpo coletivo, um corpo humano celeste.</p>
<ol>
<li>37 dezessete &quot;O Gran Projeto Verde&quot;</li>
<li>Voc&ecirc; &eacute; muito, muito sexy</li>
<li>quatro Dom Guilherme Schetz</li>
<li>Por aqui existem sobremesas. Na &Aacute;frica, comemos frutas</li>
<li>Sexo matinal</li>
<li>Piotr Kropotkin</li>
</ol>

<p>“Permita que a explica&ccedil;&atilde;o governe o homem e ele n&atilde;o se atrever&aacute; a transgredir contra seus iguais, entretanto far&aacute; a eles o que quer que lhe tenham feito. “Quando em conflito, inspiro e expiro se perco a Conta, piro! Sou respira&ccedil;&atilde;o de fogo, afim de n&atilde;o pirar, Conto! Terceiro olho abre e entende, domina de onde venho, insaci&aacute;vel como a chama no lenho, me inflamo e me consumo, o eu neste momento &eacute; suprasumo! Qual O Melhor M&ecirc;s Pra Casar? /p&gt;
</p>
<p>No incensar da Massala o “Japa” energiza o “Mala”. Medito, inspiro, expiro, com os comigos de mim mesmo eu no ontem e amanh&atilde; quase piro! No Presente o ser ciente est&aacute; pra al&eacute;m da mente! N&atilde;o h&agrave; conflito em mente ausente, o Ser Carinho se faz presente. “O homem &eacute; um cad&aacute;ver adiado”. A cada prova passada, a cada fase acolhida, maior potencial de energia penetra seu corpo humano, acelerando sua sutiliza&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>E quando o caos estiver mais globalmente instalado pela face da Terra, realidades sublimes ser&atilde;o percebidas com superior freq&uuml;&ecirc;ncia por ti e pelos grupos a servi&ccedil;o da Evolu&ccedil;&atilde;o. O Deus Dourado, o Self, o Cisne Imortal. No entanto Ele n&atilde;o se apega a nada que v&ecirc;, e ap&oacute;s ter vagado nos reinos do sonho e da vig&iacute;lia, de ter provado prazeres e experimentado o bem e o mal, Ele retorna ao estado sem qualquer custo onde come&ccedil;ou. Do mesmo modo um peixe nada em dire&ccedil;&atilde;o a uma margem do rio e depois &agrave; outra, o Self alterna-se entre o sonho e a vig&iacute;lia.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License